Endodontia

Endodontia

Endodontia

1. Tratamento de canal dói?

Em geral, o tratamento de canal não dói. Hoje em dia é possível encontrar variados avanços tecnológicos que tornam o tratamento endodôntico um procedimento tranquilo, indolor e mais rápido de ser realizado. Lembrando que para evitar qualquer tipo de desconforto, sempre indicamos anestesia local prévia ao procedimento.

2. É comum ter dor ou desconforto após o tratamento de canal?

O tratamento de canal depende de algumas etapas para ser concluído. Essas etapas podem ser realizadas em uma única sessão ou em sessões múltiplas. É possível que o dente tratado apresente desconforto ou incômodo após a finalização da sessão, compatível com o processo de reparo do tratamento

3. Após o tratamento de canal precisa fazer repouso?
O tratamento de canal não necessita de repouso, nem após as sessões, nem após a finalização. É importante ficar atento ao comer, caso ainda esteja anestesiado, para evitar machucar lábios e/ou mucosas.

4. Recuperação pós tratamento de canal, quais cuidados deve tomar?

Após finalizar o tratamento de canal, se você estiver com uma restauração provisória, evite mastigar em cima do dente até que a restauração seja substituída para uma de material permanente.
Se for prescrito algum medicamento, tome conforme a orientação do dentista. Isso vai acelerar o processo de reparo do dente.



Não negligencie a sua higiene bucal. Mantenha escovação e o uso do fio dental, mesmo no local de tratamento. Isso evitará o surgimento infecções e gengivite.

Faça controle, acompanhamento do seu tratamento de canal, evitando infiltração de cárie. Retorne ao seu dentista a cada 6 meses e faça o acompanhamento radiográfico do dente que recebeu tratamento de canal.

5. Quais são os sintomas que indicam que você precisa de um tratamento de canal:

Dor:
– Dor constante ou latejante;
– Dor com a ingestão de alimentos quentes e galados;
– Dores na região de mandíbula ou maxila, no ouvido, e até mesmo na cabeça podem indicar a necessidade do tratamento de canal.

Escrito pela Dra: Luciana Eika Tsumura (Endodontista)


Siga Nossas Redes Sociais

FACEBOOK
INSTAGRAM
YOUTUBE


Pessoas que leram este artigo, leram também:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *